.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

terça-feira, 22 de abril de 2008

A ditadura dos blockbusters 

Abordo o assunto com evidente atraso, mas o tempo para escrever no blog não tem sido por aí além; na verdade, mal chega para espreitar e aprovar os comentários que alguns leitores mais persistentes têm a amabilidade de deixar e que eu muito agradeço.

Foi confirmado que, uma vez que não se alcança o acordo sobre o pagamento das rendas entre a Medeia Filmes e a administração do shopping Cidade do Porto, as salas de cinema daquele centro comercial vão mesmo fechar no dia 31 de Maio (clicar para ler notícia do Expresso). Lestes bem, caros leitores:

as salas de cinema do Cidade do Porto vão fechar!

O público do Porto e, por arrasto, muito do público do norte do país vai ficar limitado a ver na tela grande os filmes do circuito "comercialóide" que não tem nada de mal desde que haja alternativas para quem não aprecia ou não aprecia só esse tipo de cinema. As salas do Cidade do Porto e a do Campo Alegre (minúscula, como se sabe), são os únicos espaços onde estão regularmente em exibição filmes europeus, asiáticos e outras produções independentes. Se as salas do Cidade do Porto fecharem, restará apenas o Passos Manuel (que tem um cartaz irregular) e o já referido Campo Alegre para a apresentação deste tipo de cinematografia. Já para não falar do facto de que uma cidade como o Porto passará a ter apenas as salas do Dolce Vita, já que o resto dos conhecidos espaços se situam todos nas cidades envolventes e não na Invicta.

Eu nem quero acreditar que isto vai acontecer. Parece impossível que ninguém intervenha para manter na cidade - a segunda maior cidade do país, caramba! - estas que são já apenas a réstia das salas onde se podem ver exemplos de independência da sétima arte. Eu nem costumo ter destas saídas, mas confesso que neste momento só me ocorre dizer que se fosse uma porra de um estádio de futebol já teria caído o Carmo e a Trindade. Ora bolinhas para isto!

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer