.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Rules and regulations 

Ontem à noite fui beber chá a um sítio muito simpático. Um café-bar com música ambiente muito calminha, mesmo aquilo que se precisa numa noite de semana, o sítio ideal para, como diria o Mika, relax. Os clientes do espaço: nove pessoas (um rapaz e oito lindas meninas - as mais giras estavam na minha mesa, pois claro). Ao balcão, duas jovens raparigas muito sorridentes. E ali estávamos nós, os onze, a desfrutar dos nossos cafés/chás/sumos/doces. Mas faltava qualquer coisa para adicionar à conversa. A primeira a puxar do cigarro foi uma das jovens empregadas. Saiu detrás do balcão e foi para o exterior. Dali a cerca de dois minutos, levantam-se os sete magníficos da outra mesa e vão fazer-lhe companhia na fumaça. As três restantes resistentes renderam aqueles oito quando os cigarros deles chegaram ao fim.
Resultado das contas: nove clientes e duas empregadas, onze pessoas, todos fumadores. Por momentos, o café às moscas e toda a gente apinhada lá fora a fumar. Dentro do café, ninguém para nos mandar apagar os cigarros caso os tivéssemos acendido, mas dentro de nós a convicção de que as leis são para cumprir, mesmo aquelas que, em certas situações, como é o caso desta, se revelam absolutamente ridículas.
No fim da noite, uma conclusão: daqueles, nenhum tenciona deixar de fumar, mas também nenhum tenciona violar a lei. Voltaremos, portanto, certamente, a encontrar-nos todos à porta do café para duas de treta e umas fumaças. E continuará a ser igualmente bom.

Na grafonola: Rules and Regulations, do Rufus Wainwright. Dedicada a todos quantos são entusiastas desta Lei do Tabaco, para que nunca se esqueçam que ainda há muito a fazer e legislar se querem mesmo um ambiente limpinho e sem poluição, como, por exemplo, passarem a andar mais a pé e menos de carro, reciclarem o lixo, usarem menos o ar condicionado, colocarem as compras em sacos de pano ou caixas de cartão, utilizarem papel reciclado, não mascarem pastilhas elásticas e não cuspirem para o chão. É que eu confesso que, palavra de honra, preferia mil vezes viver num país onde quem quisesse pudesse fumar nos cafés e restaurantes, mas onde ninguém cuspisse para o chão. Mas isso sou eu, que sou um bocado fundamentalista com estas coisas do ambiente. E cínica, pois. E estou com o Rufus: these are just the rules and regulations, yeah, these are just the rules and regulations and I, like every one, yes I, like every one, must follow them...

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer