.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Disparates, disse ela - comentário 4 

Citação:
«Aliás, se o estatuto jurídico de casamento fosse violentado de forma a albergar as uniões entre pessoas do mesmo sexo, isso significaria a imposição desse conceito bizarro - e profundamente hostil - de "casamento" a todas as outras a quem repugna essa assimilação.

Comentário:
Então quer dizer que os direitos fundamentais das pessoas devem ser denegados porque há pessoas a quem repugna essa assimilação? Então quer dizer que o que deve nortear a Lei não são critérios objectivos de justiça, mas sim critérios subjectivos de repugnância de certos indivíduos? Ah... essa não sabia...
Já agora, o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria «bizarro» e «hostil» porquê? Então a homossexualidade não é tão velha como o Homem? Então a homossexualidade não existe em todas as espécies animais? Então e o divórcio, enquanto figura jurídica que põe termo a essa figura tão cândida que é o casamento, não será bizarro e hostil? Não porá ele em causa uma instituição tão valorosa e tão superior como o contrato matrimonial?
Oh, céus! Por favor, tenham dó de mim. Eu não sei se aguento tanta ignomínia em tão poucas palavras...

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer