.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Disparates, disse ela - comentário 3 

Citação:
«Em particular, o casamento é uma instituição singularmente valiosa - e como tal regulado e protegido pelo Estado - como lugar natural da renovação das gerações e da formação do carácter e primeira socialização dos futuros membros da sociedade; e como sinalizador da bondade e riqueza da dualidade sexual sobre que se estrutura a sociedade».

Comentário:
Ora bom, a mim parece-me que não é necessário o casamento para que haja «renovação das gerações», mas apenas que haja sexo ou inseminação artificial e que a gravidez seja levada com sucesso até ao fim.
Acho imensa graça a esta malta que põe resmas de pergaminhos numa instituição como o casamento a propósito da «renovação das gerações» tendo em conta que os portugueses descendem de malta que se fartou de renovar gerações e povoar território sem ser casada! Acho graça, particularmente, porque com um bocado de sorte, vai-se a ver, e ainda se trata de gente que na sua árvore genealógica ainda tem uma «mancha terrível» chamada «mãe solteira» ou «filho bastardo». Por alguma coisa se costuma dizer que no melhor pano cai a nódoa, não é?
O resto da citação é tão moralista que nem vale a pena comentar. Moralista, hipócrita e mesquinha. Que pena que eu tenho das pessoas que ainda acham que o fundamental é que a primeira socialização dos indivíduos se dê no seio do casamento! Pois a mim parece-me bem melhor que se dê no seio de um núcleo familiar em que haja amor, em que se incuta nas crianças a autonomia intelectual, o sentido crítico, a consciência cívica e todos os valores que fazem de alguém um ser com carácter, do que propriamente dentro de um casamento. É que a mim não me parece que o carácter das pessoas venha de outro lado senão daí...

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer