.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

Cesariny [1923-2006] 

Foi já ontem que o Mário Cesariny de Vasconcelos começou a rir-se de nós, mas para ele não há, nunca houve, calendário. Despediu-se definitivamente da realidade e passou a viver no Espaço e no Tempo onde sempre se movimentou: o Sonho. O Cesariny, o génio Cesariny, mostrou que o surrealismo não é vago, que é possível vivê-lo em cada instante. Foi-se embora, mas ficou; partiu, mas acaba de chegar; disse adeus mas continua a cruzar-se connosco.
Que sejas bem acolhido, Mário, em Elsinore.


Lembra-te

Lembra-te
que todos os momentos
que nos coroaram
todas as estradas
radiosas que abrimos
irão achando sem fim
seu ansioso lugar
seu botão de florir
o horizonte
e que dessa procura
extenuante e precisa
não teremos sinal
senão o de saber
que irá por onde fomos
um para o outro
vividos


Mário Cesariny de Vasconcelos, Pena Capital II

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer