.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, 8 de dezembro de 2005

Podia ter sido eu... 

... a escrevê-lo para ti:

Ainda estás aí? Desculpa. É só uma saudade permanente de ti. Como sabermos que o nosso coração está a bater mas pomos a mão no peito para o sentirmos. Como sabermos que o sol vai nascer mas mesmo assim vamos à janela todas as manhãs para confirmarmos a sua vinda. Um permanente desasossego. Saber que há algo indestrutível que nos liga mas temermos sempre uma partida do diabo. Há quem lhe chame amor, eu chamo-lhe, apenas, o teu nome.

Pedro Marques Lopes in O Acidental

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer