.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005

Ciência e homossexualidade 

Notícia publicada pela BBC, no dia 31/01/2005.

Non-sex genes 'link to gay trait'

Multiple genes - and not just the sex chromosomes - are important in sexual orientation, say US scientists.

A University of Illinois team, which has screened the entire human genome, say there is no one 'gay' gene.
Writing in the journal Human Genetics, they said environmental factors are also likely to be involved.
The findings add to the debate over whether sexual orientation is a matter of choice. Campaigners say equality is the more important issue.

Non-sex genes

Much of the past genetic research into male homosexuality had focused solely on the X chromosome, passed down to boys by their mother, according to lead researcher Dr Brian Mustanski.
His team looked at all 22 pairs of non-sex chromosomes of 456 individuals from 146 families with two or more gay brothers.
They found several identical stretches of DNA that were shared among gay siblings on chromosomes other than the female X.
About 60% of these brothers shared identical DNA on three chromosomes - chromosome 7, 8 and 10.

Complex trait

If it were down to chance, only 50% of these stretches would be shared, said the authors.
The region found on chromosome 10 correlated with sexual orientation only when it was inherited from the mother.

Dr Mustanski said the next step would be to see if the findings could be confirmed by further studies, and to identify the particular genes within the newly discovered sequences that are linked to sexual orientation.

"Our study helps to establish that genes play an important role in determining whether a man is gay or heterosexual," he said, but added that other factors were also important.

"Sexual orientation is a complex trait. There is no one 'gay' gene.

"Our best guess is that multiple genes, potentially interacting with environmental influences, explain differences in sexual orientation."

Alan Wardle from the gay rights charity Stonewall said: "It's an interesting study that contributes further to the debate.

"Regardless of whether sexual orientation is determined by nature or nurture or both, the most important thing is that lesbians and gay men are treated equally and are allowed to live their life without discrimination."


Os genes não sexuais conduzem à teia gay

Múltiplos genes - e não apenas os cromossomas que determinam o sexo - são importantes na determinação da orientação sexual, dizem cientistas norte-americanos.

Uma equipa da Universidade de Illinois, que tem investigado todo o genoma humano, diz que não há apenas um gene "gay".
Num artigo do jornal Human Genetics, dizem que é possível que factores externos também exerçam alguma influência.
As descobertas acrescentam novos dados ao debate em torno de saber se a orientação sexual é uma questão de escolha. Os activistas dizem que a igualdade é o mais importante.

Os genes não sexuais

Muita da investigação genética realizada no passado centrou-se apenas na investigação do cromossoma "X", que é transmitido para os rapazes pela mãe, de acordo com o orientador da pesquisa Dr. Brian Mustanski.

A sua equipa observou todos os outros 22 pares de cromossomas que não determinam o sexo em 456 indivíduos oriundos de 146 famílias com dois ou mais irmãos homossexuais.
Descobriram que há vários traços de ADN que são partilhados entre parentes homossexuais noutros cromossomas que não o cromossoma feminino "X".
Cerca de 60% destes irmãos partilhavam ADN idêntico em três cromossomas - nos cromossomas 7, 8 e 10.

"Se isto fosse assim por acaso, apenas 50% destas moléculas seriam partilhadas, dizem os autores. "

A região emcontrada no cromossoma 10 só está relacionada com a orientação sexual se tiver sido herdada da mãe.

O Dr. Mustanski afirma que o próximo passo é saber se estas descobertas podem ser confirmadas por estudos mais aprofundados, e se poderão ser identificados os genes específicos dentro das recentemente descobertas que estão relacionadas com a orientação sexual.

"O nosso estudo ajuda a tornar ponto assente que os genes desempenham um papel importante na determinação da homossexualidade ou da heterossexualidade de uma pessoa", disse ele, mas acrescentou que outros factores também são importantes.

"A orientação sexual é uma teia complexa. Não existe apenas um gene gay".

"A nossa suposição é a de que múltiplos genes, potencialmente interagindo com influências externas, expliquem as diferenças na orientação sexual."

Alan Wardle, da Stonewall, disse: "É uma estudo interessante que contribui para o aprofundamento do debate."

"Sem olhar ao facto de a orientação sexual ser ou não determinada pela natureza, por factores endógenos ou por ambos, o mais importante é que lésbicas e gays sejam tratados com igualdade e que possam viver as duas vidas sem serem alvo de discriminação."


Nota: A tradução foi feita por mim, pelo que poderá não estar isenta de imprecisões. Se detectar alguma, sinta-se à vontade para a corrigir.

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer