.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

domingo, 1 de agosto de 2004

Palavras ausentes


E assim se passou mais um Sábado inútil... Tenho um post pensado para escrever há uma semana... Ainda não vai ser hoje. O sono aperta e a hora, para mim, vai já alta... Mas para que a inutilidade deste dia não seja elevada ao infinito, aqui fica um outro infinito: o amor... dos "Madredeus", a música chama-se "Palavras Ausentes" e, é mais uma que vai para a lista das letras que parecem ter sido feitas de encomenda! Cá vai - para a miúda do costume:

Junto a ti
É que eu aprendi
A deixar ficar o silêncio
as palavras ausentes

Foi assim
Aprendi assim
Que é bom ficar em silêncio
Quando o amor, manda

Ai, é a saudade quem fala assim
É o amor que se ouve assim
Neste silêncio em que eu descobri
Que é bom ficar junto a ti


Foi assim
Aprendi assim
A deixar ficar o silêncio
As palavras ausentes

Ai, é a saudade quem fala assim
É o amor que se ouve assim
Neste silêncio em que eu descobri
Que é bom ficar junto a ti

Neste silêncio em que eu aprendi
A ficar bem junto a ti
Neste silêncio que descobri
Quando estou bem junto a ti.

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer