.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

terça-feira, 16 de setembro de 2003

Com uma viagem na palma da mão! 


... E o tempo assim passou... Um dia inteiro "com uma viagem na palma da mão"... Há dias assim... Com certeza já vos aconteceu a tod@s... A mim acontece-me imensas vezes: acordo com uma música que começa por me invadir o espírito para, sem que eu sequer me aperceba, me invadir o dia, a vida e a alma!... É assim muitas vezes... e é assim, ainda mais quando para além da música ser boa, a letra parece ter sido feita de encomenda para mim, como se o autor, mergulhando dentro da minha essência, tivesse conseguido dizer aquilo que há anos andava a tentar extrair de mim mesma infrutiferamente... Não consigo deixar de me comover com aqueles que conseguem fazer magia com as palavras!

É assim "Com uma viagem na palma da mão"... E o mais engraçado é que só agora, ao fim de um dia a entoá-la mentalmente, me apercebo do quanto esta música é minha e esta história me pertence: agora, que me apetecia escrever um post sobre o dia em que assumi a minha homossexualidade perante mim própria, descubro que Jorge Palma, esse génio vivo da música internacional (e só admitirei que estou a exagerar no dia em que me mostrarem uma má música dele!) o anteviu antes mesmo de eu nascer (em 1975). As músicas, os poemas (os bons, os verdadeiros) podem ter a interpretação que o leitor quiser. Eu como leitora ouso dizer-vos que se alguém tivesse assistido ao meu "coming out interno" o teria descrito literalmente assim:

Agarras-te à hora
Em que o tempo não passou
Mergulhas nas cores
Que a loucura te emprestou
E quando te vês para lá do espelho
Encontras a solidão...

Descobres o Mundo
De quem tem pouco a perder
E sobes às estrelas
Que ontem não podias ver
E perdes o medo de estar só
No meio da multidão.

Tradições
Atrás de contradições
Fizeram-te abrir os olhos
Podes dizer:
Eu... sou...

... Eu sou completamente fã deste homem!

É ou não é uma música/letra de arrepiar?


Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer