.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Correntes bloguísticas 

Pois é, cara Charlotte, estamos inteiramente de acordo (também em relação à Joanna Newsom). Felizmente, a tal da corrente não chegou aqui. E digo felizmente porque não seria capaz de nomear nada que não tenha mudado a minha vida, muito menos livros. Acho que em relação a todos os livros que pressenti que não iriam mudar nada, pura e simplesmente, abandonei a leitura no momento a que cheguei a essa conclusão e nunca a terminei. Até um dia, porque um dia destes ainda posso pegar neles de novo e lê-los «com outros olhos». Assim, não tendo sido contemplada com tamanha tarefa, dou-me por feliz e contente.
Ademais, parece que essa coisa das correntes bloguísticas já foi chão que deu uvas. Eu, pelo menos, deixei de dar para muitos desses peditórios. Há algumas às quais não respondi, com muita pena minha, mas entretanto o tempo foi passando e ficou tudo a despropósito, mas a esmagadora maioria das correntes que grassam por aí são do mais ridículo que há. E, no que respeita a esta, especificamente, salvo o devido respeito pelo seu impulsionador e por quem a ela aderiu, não estou a ver em que é que nomear «os dez livros que não mudaram a nossa vida» tenha vindo enriquecer seja o que for. Mas isto sou eu, que às vezes sou muito quadrada. Sinceramente, só vejo interesse nesta corrente por me ter permitido ver a a pobreza de muitas "casas". E pelo aspecto lúdico, claro está, porque não pude deixar de gargalhar perante certas nomeações. Aos que indicaram certas obras indiscutivelmente grandes e marcantes da história da literatura, quase apetece dizer: «se "x" e "y" não mudaram a tua vida, muda tu (de vida)». Quase apetece, mas não se diz, que há coisas que nem valem a pena o trabalho. Se certos escritores não mudaram a vida deles, seriam eles capazes de a mudar? Duvido.
Assim vai a glória do mundo. Eis as carecas das elites (já agora, querida Charlotte, também poderíamos discutir o que são as "elites", mas esteja descansada que tod@ compreendemos onde queria chegar... ;) ) expostas ao caricato. E vivas às correntes bloguísticas. Ou ié.

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer