.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

terça-feira, 17 de abril de 2007

10 anos e 3 dias 

A data escapou-me. Aposto que estão tod@s a perguntar-se «Oh céus, como é possível?!» mas é possível sim, porque eu ainda não comprei (e ninguém me ofereceu, o que é ainda mais grave!) o PDA e por isso ainda não agendei com direito a alarme de alerta estes momentos históricos.
A verdade é que a data é muito importante. Por algum motivo se fala da era After Ellen (com direito a site e tudo). Com o seu coming out, Ellen Degeneres abriu as portas do armário de Hollywood e rasgou caminhos para a inclusão da temática lgbt nesse mundo. Será que séries como Will & Grace ou The L Word teriam sequer aparecido aparecido se Ellen não tivesse assumido publicamente a sua homossexualidade? E mesmo que tivessem aparecido, teriam tido o mesmo sucesso/aceitação por parte do público? Quase todos são unânimes em admitir que muito provavelmente não.
A revelação de Ellen DeGeneres à capa da revista Time de 14 de Abril de 1997, «Yep, I'm gay», impulsionou uma nova era para a visibilidade dos lgbt. Isso é inegável e é, obviamente, motivo para comemorar. Ellen, cin cin! E obrigada.


A capa da revista Time de 14 de Abril de 1997 dedicada ao coming out de Ellen DeGeneres.

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer