.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, 16 de novembro de 2005

... M'espanto às vezes, outras m'avergonho... * 

José Pacheco Pereira escreveu hoje, no Abrupto:

«O número de blogues nocturnos está a diminuir. Sinal de uma crise do umbiguismo? Não sei. O umbigo tende a falar mais à noite, a irritação, a quezília, a mesquinhez, a inveja mais de dia. Terá o Diabo dado ritmos circadianos aos blogues?»

Se o Diabo deu ritmos circadianos aos blogs ou não, não sei. Como também não sei quem ou o quê fala mais de dia e mais de noite. Blogo quando me apetece, sem prestar grande atenção nas horas, mas sim na vontade de partilhar alguma coisa com @s leitor@s deste espaço.

O que sei é que a palavra «umbiguismo», que José Pacheco Pereira emprega no seu post, não existe. Vejamos.

A palavra portuguesa «umbigo» tem origem na palavra latina «umbilicu». De «umbilicu» deriva também a palavra portuguesa «umbilical», que significa «relativo ao umbigo». Ora, se o relativo ao umbigo é o umbilical, o que JPP quer dizer em vez de «umbiguismo» é «umbilicalismo»... É caso para dizer que no melhor pano cai a nódoa...




© Edward Ruscha (imagem postada no Abrupto)


* Frase de Sá de Miranda que é também a descrição do blog Abrupto.

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer