.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, 25 de novembro de 2005

In memoriam 

Isabel de Castro
Isabel Maria de Castos Osório de Castro e Oliveira
(1.VIII.1936 - 24.IX.2005)


Isabel de Castro estreou-se no cinema aos 14 anos de idade no filme «Ladrão Precisa-se», de Jorge Brum do Canto. Em seguida fez três peças no Teatro Estúdio do Salitre.
Partiu depois para Espanha onde, durante seis anos, foi uma presença regular no cinema tendo trabalhado com alguns dos mais destacados nomes do cinema espanhol de então.
Mais tarde, regressa a Portugal para interpretar várias peças, integrando as companhias do Teatro da Trindade e do Teatro Avenida. Passou igualmente pelo Teatro do Nosso Tempo, Teatro Experimental do Porto, Teatro Estúdio de Lisboa, Teatro Experimental de Cascais e Teatro da Cornucópia, entre outros.
O mais recente trabalho da actriz foi na telenovela «Anjo Selvagem» exibida na TVI. Ao longo da carreira recebeu vários galardões e prémios.
No cinema foi presença constante em filmes de realizadores tão diferentes como Manoel de Oliveira, Paulo Rocha, Pedro Costa, Manuel Mozos, Perdigão Queiroga, João Botelho, Alberto Seixas Santos, Jorge Silva Melo ou Solveig Nordlund.
Com a sua morte desapareceu uma estrela maior.

Fonte: Jornal Digital

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer