.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

terça-feira, 9 de agosto de 2005

Num televisor perto de si! 

Homossexualidade invade ecrã
- Junior, você sabe que não gosta de mulheres!

Levantei os olhos da revista que estava a ler sem conseguir deixar de corar. Aquela frase invadiu-nos o fim-de-semana, vinda de um intervalo publicitário em que se anunciava uma telenovela brasileira cujo nome não fixei (mea culpa, mea culpa!). A família toda instalada na sala de mais uma tarde de domingo ouviu a frase sem reagir. No sofá em frente a minha mãe lia interessada uma revista cuja capa era a imagem que ilustra este post e que, mal tive uma oportunidade, fui espreitar!
Confesso que, ou por distracção inata ou por há muito tempo ter deixado de ser viciada em televisão, ainda não tinha reparado na quantidade de homossexuais que prolifera pela nossa televisão fora.
Descobri tudo aqui*: ele é o João (Frederico Barata) que anda a ver se descobre de que massa é feito e o Alexandre (Joaquim Horta), que já está fartinho de saber, ele é o Miguel Ângelo (Pedro Górgia) que não percebe porque não se dá lá muito bem com a namorada e a Liliana (Maria Sampaio) que ganhou coragem e se declarou à Ana Luísa!
E a isto assistem famílias inteiras, por este Portugal fora, enquanto jantam, enquanto conversam, enquanto acompanham o crescimento dos seus filhos! Finalmente, os homossexuais aparecem nas novelas portuguesas, e aparecem, parece-me, da melhor forma, pondo-se de lado os preconceitos e a imagem deturpada que alguma sociedade ainda tem do que é a homossexualidade e demonstrando-se que ser homossexual é, afinal, tão só e apenas sentirmos despertar em nós emoções e sentimentos por pessoas do mesmo sexo… emoções e sentimentos tão puros, tão francos e tão susceptíveis de criar audiências como as emoções e os sentimentos do mais comum casal de telenovela!
Histórias assim são sempre bem-vindas, abrem mentalidades, põem os telespectadores a pensar e, quem sabe, quebram mesmo alguns tabus! Posso estar a exagerar, mas acredito que um personagem homossexual forte e bem construído numa novela é capaz de mudar mais mentalidades do que quinhentas conferências, seiscentos debates ou milhentas marchas! Resta agradecer aos guionistas que, finalmente, perceberam que estava na hora de agarrar o tema e pedir-lhes que esta não seja uma moda passageira e que os homossexuais venham para ficar nas novelas portuguesas. Eu, pela minha parte, passarei a contribuir diariamente para o aumento das audiências!

* Divirtam-se também a ler os comentários que por lá se fizeram: os argumentos do costume continuam lá, mas com muito menor peso! O Mundo está indubitavelmente a girar!!

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer