.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>

domingo, 6 de junho de 2004

Vício bom 

E quem disse que todas as dependências eram sinónimo de prisão?
Li ou ouvi algures, já não me recordo muito bem aonde que a blogosfera pode criar dependência... Sei que foi uma daquelas notícias dadas assim com ares de grande cientificidade, com argumentos e fundamentos trazidos ao público por doutos e ilustres cientistas da nossa praça - daqueles de quem inevitavelmente nunca ninguém ouviu falar... De tal forma que, quem estivesse de fora poderia acreditar que isto dos blogs é mesmo um vírus muito mau que ataca via computador!!!

Confesso que me irrita profundamente esta mania que existe em procurar uma justificação, um gene ou um átomo que justifique o prazer por uma actividade diferente, mal ela se começa a transformar em algo de quotidiano. Foi assim quando surgiram os computadores, e depois a internet.... e mais especificamente os chats... e agora os blogs! Mas pior do que afirmar esta dependência é a carga negativa que se coloca na afirmação, como se sobre a actividade de escrever e participar na blogosfera pendesse uma sombra escura de pecado e maldição!!!

Como me cansam estes cientistas! É óbvio que os blogs causam dependência sim senhor, graças a Deus!!! Mas haverá alguma coisa que se faça com prazer e que não cause dependência?!! Namorar causa dependência, ler um bom livro causa dependência, enterrar os pés na areia causa dependência, o pôr de sol na praia causa dependência!... As coisas boas da vida, todas elas, todos aqueles momentos que fazem com que os dias tenham sentido são potenciais causas de dependência na medida em que, em última instância, sem elas viver perderia toda a piada!

Sim, a blogosfera causa dependência! E vai daí?! Sinceramente não me consigo recordar de uma dependência com tantas potencialidades positivas como esta! Há lá vício melhor do que este que nos leva a pensar, expressar, comunicar e interagir, com pessoas que, de outro modo, nunca na vida poderiamos conhecer? Há lá forma mais rica de abrir horizontes e promover o debate de ideias! Se a blogosfera é um vício, é-o na medida em que a própria vida em sociedade o é, é-o na medida em que a partilha de culturas o é, é-o na medida em que a procura pela progressão de cada um enquanto ser humano, e da sociedade enquanto colectividade o é!

E se assim é (e é mesmo, não haja dúvidas!!!) que não percam os senhores cientistas dois milésimos de segundo a procurar um antídoto para esta dependência tão positiva! Acreditem, senhores cientistas, por muito dependentes que estejamos, por muito que nos custe viver assim meses seguidos sem saber o que tem andado a irritar a Sara, que novas contratações fez o Boss, o que de interessante tem andado o Miguel a dizer, que voltas tem dado a Ana, como estão as obras da Teca, ou muito genericamente o que se tem dito e feito dentro e fora da blogaysfera; por muito que demorem mais a passar os dias sem se poderem partilhar ideias e pensamentos num post, por muito rápido que seja; por muito que, de repente, dêmos por nós a ter saudades de pessoas que nem sequer conhecemos fisicamente, mas que, por tanto termos já debatido com elas, fazem inevitavelmente parte das nossas vidas... por muito, senhores cientistas, que se torne penosa a vida para além da internet e dos blogs, não queremos, nunca quereremos ver-nos livres, desintoxicados ou curados desta dependência, saudável, que promove as tertúlias, os debates e a nossa saúde mental!!!....

É por isso que, ainda que um dia o Governo mande colar uns papéizinho no meio de cada blog a dizer "BLOGAR PROVOCA DEPENDÊNCIA", ou, então, por muito que a vida nos mantenha afastadas, tempos sem fim das lides internéticas e das relações que por aqui se vão criando, uma coisa é certa, caros companheiros de vício, mais cedo ou mais tarde, regressaremos aqui, ao blog e a vocês... mmm e que bem que sabe este vício bom ;-)

Comentários: Enviar um comentário


Links to this post:

Criar uma hiperligação

Somos altos, baixos, magros, gordinhos, extrovertidos, introvertidos, religiosos, ateus, conservadores, liberais, ricos, pobres, famosos, comuns, brancos, negros... Só uma diferença : amamos pessoas do mesmo sexo. Campanha Digital contra o Preconceito a Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. O Respeito ao Próximo em Primeiro Lugar. Copyright: v.


      
Marriage is love.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

referer referrer referers referrers http_referer